Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



PS PORTO: António Costa começa pelo Norte

por José Pereira (zedebaiao.com), em 04.06.14

Desejo que saibam acolher todos os candidatos com serenidade e camaradagem. Que não se volte a fazer aos outros aquilo que não gostamos que nos tenham feito a nós ou que injustamente constatamos ter sido feito aos outros. Saibamos distinguir bem a amizade ou vizinhança, das opiniões, apoios ou opções políticas. Que a ambição pessoal nunca seja superior à qualidade e capacidade de liderança nem cegue a inteligência que, consciente ou inconscientemente, leva alguns líderes partidários a seguir uma via sectária e a colocar os interesses pessoais acima das organizações políticas e mesmo acima do supremo interesse da causa e da coisa pública ou mesmo de Portugal.

 

O PS sempre foi, é e deve continuar a ser uma organização política de homens e mulheres responsáveis, que devem saber saber estar, não só ao serviço de qualquer organização partidária, interesse ou lugar, mas ao serviço de um país e de todas as pessoas, sempre empenhados na construção de uma sociedade livre, igualitária, solidária, economicamente mais justa e socialmente mais desenvolvida.  

 

Continue a subscrever a petição e a deixar os seus comentários, ideias e sugestões, os quais serão consolidados neste blogue e os mais recentes deixados nos links que se seguem.

Todos estes cometários e sugestões estão a ser remetidos os dirigentes partidários federativos e nacionais, sendo ainda, em momento próprio, remetidos aos resptivos candidatos à liderança do PS:

 

ASSINE A PETIÇÃO DOS SOCIALISTAS DE BASE AQUI

 

VEJA OS COMENTÁRIOS AQUI

 

SIGA A PÁGINA DE APOIO À CANDIDATURA 

 

candidatura ps partido socialista antónio costa e josé seguro

Atendendo a que a maior quota parte de (i)responsabilidade tem sido nossa (SIM, NOSSA, OU SEJA, MINHA E SUA) e não deles, temos agora o dever cívico e político de lutar e trabalhar para conseguirmos os melhores fins, não só para o PS, mas para todos os movimentos e partidos, para a democracia, para os portugueses, para Portugual e para a Europa.

 

Lembrem-se que os partidos são organizações políticas de homens e mulheres livres que devem saber estar, não só ao serviço de qualquer organização partidária, interesse ou lugar, mas ao serviço de todas as pessoas e empenhados na construção de uma sociedade livre, igualitária, solidária, economicamente mais justa e socialmente mais desenvolvida.  

 

Lembrem-se que o Partido Socialista considera-se herdeiro e representante de um grande movimento social e político que, a partir dos meados do século XIX, conduziu a luta por sociedades mais justas e solidárias. Lembrem-se que o PS considera que a democratização é um processo contínuo. Por isso, respeitem-se para nos respeitarem e serem respeitados.

  

Lembrem-se que a acção cívica e política do PS está enquadrada na sua declaração de princípios e nas moções aprovadas nos Congressos Nacionais e não dependente de um qualquer líder ou grupo de interesses.

 

O despoletar destes desassossegos, primeiro, relativos à necessidade de um debate aberto, plural e frontal e, segundo, com vista ao reforço da liderança e da coesão do PS, para além de deixar agora o Secretário-Geral (José Seguro) e demais apoiantes, livres para se decidirem ideologiamente e até afrontarem aqueles que apelidaram durante três anos de "socráticos" ou de fracos "camaradas socialistas", vem ainda desencadear um processo de esclarecimento e de definição relativamente à orientação ideológica, estrutural, organizacional e de governança que já deveria estar determinada há muito.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Mais sobre mim

foto do autor


Mensagens



Junte-se a nós no Facebook

Please wait..15 Seconds Cancel

Calendário

Junho 2014

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930





eXTReMe Tracker