Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Baião e Felgueiras, o avanço ou o retrocesso?

por José Pereira (zedebaiao.com), em 04.12.13

Car@s amig@s de Baião, a nossa terra e a nossa gente. Por acaso viram a reportagem do jornal da noite, de ontem, 5/12/2013, sobre Felgueiras?

Não estará na hora de reflectir e até de enviar algumas pessoas para fazerem uns estágios por terras de Felgueiras. Afinal é tão perto e tão longe. Tão perto do desenvolvimento e tão atrasados. Tanta imagem e tão pouco emprego. Tanta festa e tão pouca cultura. Tantas camas e tão baixo valor acrescentado,...

 

MAS OS EXCELENTES QUEM SÃO? SERÁ QUE UM DIA VAI CONSEGUIR ALIMENTAR-SE DA IMAGEM OU DE PROTAGONISMOS  PESSOAIS? APRENDI NA NOSSA TERRA QUE AS VAIDADES NÃO PAGAM DÍVIDAS. 

 

 

PARA ONDE ESTÁ A DESLOCAR-SE O VALOR ACRESCENTADO? E NÃO PENSEM QUE É TUDO FRUTO DO CALÇADO,  PORQUE NÃO É,  SENÃO VEJAMOS:

1- Felgueiras, desde 2008, diminuiu o desemprego em cerca de 20%, quando em Baião não pára de aumentar;

2- Recordam-se de eu tanto insistir sobre as mais-valias da Adega Cooperativa de Baião, que está a ser dotada ao abandono? Pois saiba que as últimas vindimas em Felgueiras também creceram cerca de 20%, sendo produzidos 4, 8 milhões de litros de vinho verde, grande parte do qual está a ser exportado. Agora imaginem quanto dinheiro não poderia ser feito com cerca de 5 milhoes de litros de vinho e, se apostassemos na marca e na qualidade do vinho e das culturas da nossa terra, quanto não seria o valor acrescentado e o emprego gerado. Em meados de novembro a Cooperativa de Felgueiras já tinha pago aos seus sócios, mais de 1 milhão de euros;

3- Felgueiras deixou de apostar nos espectáculos e passou a apostar nas pessoas e nas empresas,  sendo que o valor acrescentado tem vindo a crescer significativamente, enquanto em Baião as empresas estão cada vez mais em dificuldades e o poder de compra das pessoas atirou o nosso município para o lugar dos mais pobres da nossa região;

4- Felgueiras não aumentou o número de camas, mas aumentou o valor acrescentado das empresas locais. Baião tem aumentado o n. de camas, mas o valor acrescentado das empresas de Baião tem vindo a diminuir. Afinal de contas para onde estão a ir as mais-valias geradas em Baião? Pelo rio abaixo? Para o estrangeiro? 

 

ALGO ESTÁ A FALHAR NA ESTRATEGIA, PELO QUE, OU SE MUDA A ESTRATEGIA OU SE MUDAM AS PESSOAS.

 

Reflicta sobre alguns dados que se seguem e compare outros do INE ou PORDATA e pergunte a si próprio se não haverá necessidade de mandarmos fazer uns estágios para o vizinho concelho de Felgueiras.

 

Será que os nossos familiares terão todos de emigrar? Não se consegue fazer melhor pela nossa terra e pela nossa gente? Para onde está a ir o valor acrescentado de Baião?

 

Poderão vir argumentar que estamos a falar de concelhos com dimensões populacionais diferentes, mas analisem os dados em termos percentuais e reparem bem que começamos com números muito aproximados, sendo que Felgueiras disparou para cima e Baião para baixo.

 

Nao seria mau analiar bem estes dois concelhos e verificar em que falhamos no passado e no que continuamos a falhar.

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Mais sobre mim

foto do autor


Mensagens



Junte-se a nós no Facebook

Please wait..15 Seconds Cancel

Calendário

Dezembro 2013

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031





eXTReMe Tracker