Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


PS: Que se passa com as sondagens agora reveladas?

por José Pereira (zedebaiao.com), em 26.05.14

Anda por um lado a direção nacional do PS a tentar disfarçar o que toda a gente percebeu e os jornais a procurar alavancar alguma mudança.

Espero que seja mesmo para mudar verdadeiramente e não para continuar a instalar o que há décadas está mal instalado.

 

Refere aqui o Jornal Público que se as legislativas fossem agora "num universo de 4004 entrevistas telefónicas, o PS obteve um resultado de 29,1% das intenções de voto, muito perto dos 28,7% alcançados pelo PSD. Como o CDS vale, nesta sondagem, 2,4%, pode concluir-se que os dois partidos da actual maioria voltariam a valer mais que o PS, podendo teoricamente voltar a formar governo". 

 

sondagens ps josé seguro antónio costa e josé sócrates

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

EUROPEIAS 2014: O jogo só vai a meio e podem descer de divisão

por José Pereira (zedebaiao.com), em 26.05.14

O sorriso de Paulo Portas ao aperceber-se do empate. Mas ainda vamos a meio do jogo. Ou o PS se reorganiza ou os partidos do arco da governação vão baixar de divisão.

partido socialista eleições europeias paulo portas passos coelho ps psd cds marinho pinto, mpt bloco de esquerda

Autoria e outros dados (tags, etc)

ELEIÇÕES EUROPEIAS: Resultados por concelho e por freguesia

por José Pereira (zedebaiao.com), em 26.05.14

Veja aqui os resultados apurados na sua freguesia e no seu concelho.

PESQUISA POR CONCELHO E POR FREGUESIA: CLIQUE AQUI

resultados eleições europeias 2014, sondagens eleições, partido, socialista psd, cds, cdu, bloco de esquerda, europa, baião

MAPA COMPARATIVO

Ver todo o país
RESULTADOS POR FREGUESIA:
O Caso de Baião (a nossa/minha terra)

Autoria e outros dados (tags, etc)

SEJAMOS RESPONSÁVEIS, TOMEMOS DECISÕES SÉRIAS E CERTEIRAS, MAS REFLITA-SE SOBRE QUE REPRESENTATIVIDADE TEM O NOSSO VOTO! Se 16 partidos e meia dúzia de diferenças ideológicas e programáticas estruturais não conseguem levar, pelo menos, 51% dos eleitores a votar, desculpem mas a (i)responsabilidade não é deles, mas sim nossa. SIM! NOSSA!!! OU SEJA, MINHA E SUA! Sendo que demonstramos não ter a capacidade nem a competência para exigir o que é necessário fazer em prol das pessoas, em prol de Portugal, em prol da Europa e mesmo do Mundo, tal como continuamos a ser uns incompetentes relativamente ao que é urgente fazer por dentro e por fora dos partidos, por dentro e por fora de nós próprios. Demonstramos a maior irresponsabilidade e incompetência cívica e política de todos os tempos!

eleições europeias 2014,partidos, ps, psd, cds, cdu, bloco de esquerda,francisco assis,paulo rangel,paulo portas,passos coelho,josé luís carneiro,josé seguro,josé sócrates,marinho pinto,sondagens,projeções, votações, resultados eleitorais

 

Veja-se que os partidos de poder são como os ricos, sendo sempre apresentados em grande e os outros são como a esmagadora maioria dos pobres, ou seja, sempre usados para entreter e apresentados e vistos como pequenos e incapazes. Mas será que todos os pobres são pequenos e incapazes? Não há uma esmagadora maioria de gente pobre e humilde que demonstra diariamente conseguir fazer uma vida digna e séria com os parcos recursos que têm e a chegar mesmo a singrar na vida? Não há estudantes economicamente carenciados que conseguem ser os melhores da turma e depois execelentes profissionais? Não há homens e mulheres diferentes ou de mobilidade reduzida aque demonstram ser muito melhores do que muitos outros que parecem ter as mobilidades e capacidades todas? Não há minorias que demonstram ser excelentes seres humanos? Se há, então pense na solidariedade e na justiça social!

 

Ser hoje rico pode corresponder a ser amanhã pobre. Ser hoje o mais capaz, pode corresponder a ser amanhã um incapaz. Ter hoje todos os instrumentos e meios de mobilidade, pode amanhã deixa-lo numa cadeira de rodas ou esticado numa cama. Fazer hoje parte de uma maioria, pode amanhã corresponder a ser apenas um individuo solitário ou abandonado,... A vida cívica e política é como a humana. Hoje temos todos os poderes e amanhã podemos não ter nada!

 

Gostava de ser tratado e discriminado assim? Gostava de sentir essa mudança radical? Gostava de passar de amado para odiado? De grande para pequeno ou de rico para pobre? Pense que o dinheiro, o poder, a saúde e a vida não são eternos, mas a amizade, a solidariedade e o respeito mutuo podem permanecer sempre connosco. Haja justiça humana, social e política. Ninguém é eternamente insubstituível nem para sempre grande e poderoso. Quanto mais não seja, um dia todos vamos precisar de alguém a mudar-nos a fralda num qualquer lar ou hospital!

 

Isto é tratamento cívico e democrático que se admita, que permitamos ou que nos imponham? Por acaso já votamos para poderem previamente determinar e demonstrar quem é o partido mais votado e menos votado?

 

Será que podemos denominar isto de democracia participada e representada? Isto caminha para um abismo com o qual a esmagadora maioria dos cidadãos não se revê, mas também não fazemos nada. O maior problema de toda esta situação é que nem os cidadãos pretendem mudar nem os dirigentes partidários demonstram abertura e vontade para que eduque para a mudança e se vá mudando. Todos sabemos que a mudança não se decreta, sendo que vai acontecendo e depende da vontade de todos nós!

 

Já agora, sobre o meu voto, como desde sempre gostei de tomar decisões devidamente informadas e conscientes, mas por vezes com uns toques da necessária rebeldia desassossegadora, mas responsável, como me identifico com os princípios ideológicos e programáticos dos partidos, vou votar no partido que melhor represente a matriz ideológica de esquerda e que melhor defenda o devido enquadramento e regulação de Portugal na Europa. Sei que é necessário um desassossegador ou justiceiro responsável na Europa, por isso, como já são eleitos tantos trapaceiros, eu vou seguir a minha consciência e votar num partido de esquerda.

Autoria e outros dados (tags, etc)

LIDERANÇA: Competências políticas e de governança

por José Pereira (zedebaiao.com), em 19.05.14
Veja aqui as competências de liderança e de governança que os cidadãos mais apreciam nos líderes politico-partidários. 
Um recente estudo da "electio2014" (19 de maio) tem vindo a demonstrar o leque de competências que os cidadãos mais apreciam num líder político. Tratando-se de um estudo de opinião, efetuado online, provavelmente reflete a opinião de uma maioria de jovens e menos jovens que hoje dominam as novas tecnologias de informação e que acompanham de perto a campanha eleitoral a nível europeu. No entanto, creio que os militantes e dirigentes partidários devem prestar um pouco de atenção a estes resultados, sendo que  os mesmos demonstram um conjunto de indicadores sobre a realidade dos Países e da Europa de amanhã. 
Para já, podemos retirar destes dados algumas ilações, sendo notório que se fosse a juventude e os cidadãos mais (in)formados a decidir, o rumo da Europa e os líderes que nos (des)governam seriam certamente outros, com outras competências de liderança e de governança e não os da tradicional rotatividade do centro do poder. 
europeias, candidatos, ps, socialista, psd, democrata, cds, be, bloco de esquerda, pcp, comunista, cdu, liderança,  governança
europeias, candidatos, ps, socialista, psd, democrata, cds, be, bloco de esquerda, pcp, comunista, cdu, liderança,  governança
europeias,  candidatos, ps, psd, cds, cdu, pcp, verdes, competências,  liderança,  governança
europeias, candidatos, ps, socialista, psd, democrata, cds, be, bloco de esquerda, pcp, comunista, cdu, liderança,  governança
europeias, candidatos, ps, socialista, psd, democrata, cds, be, bloco de esquerda, pcp, comunista, cdu, liderança,  governança
europeias, ps, psd, cds, pcp, cdu, candidatos
SONDAGENS ONLINE - 19/05/2014 
 
S&D

S&D - Group of the Progressive Alliance of Socialists and Democrats in the European Parliament

65%


ALDE/ADLE

ALDE/ADLE - Group of the Alliance of Liberals and Democrats for Europe

60%
Greens/EFA

GREENS/EFA - Group of the Greens/European Free Alliance

60%
GUE-NGL

GUE-NGL - Confederal Group of the European United Left - Nordic Green Left

53%
EPP

EPP - Group of the European People's Party (Christian Democrats)

51%
ECR

ECR - European Conservatives and Reformists Group

44%
EFD
EFD - 

Europe of Freedom and Democracy Group

 

38%

 

 

Veja aqui o posicionamento dos políticos/deputados VS a posicionamento dos cidadãos

posicionamento político eurodeputados e cidadãos europeus e portugueses

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Mensagens



Junte-se a nós no Facebook

Please wait..15 Seconds Cancel

Calendário

Janeiro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031





eXTReMe Tracker