Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Conheça os sintomas da Hepatite C, sendo que quem não vai ter dinheiro para se tratar é você! Veja aqui como é que a India conseguiu o produto a 300 dólares por dose de tratamento.

Quem vai morrer e quem vai continuar a lucrar? Porque é que continuam a permitir o registo de patentes que facilitam o monopólio capitalista da ciência?

 

Lamento que o Sr. Ministro e mesmo os Sr.s deputados se tenham limitado a concluir que "é necessário pressionar as farmacêuticas", quando o que está em causa é a saúde pública e o interesse de todos e não apenas de alguns. O que é mesmo necessário é acabar com o sistema político-empresarial que domina Portugal, a Europa e o Mundo e regular de uma vez por todas o monopólio da ciência e o mercado da saúde capitalista.

 

Tahir Amin, um advogado e diretor para a INITIATIVE FOR MEDICINES, ACCESS & KNOWLEDGE (I-MAK), afirmou o seguinte sobre a rejeição de patente:

 " A questão de fundo aqui é que a lei de patentes da Índia não dá monopólios para a ciência".

 

O dr. Manica Balasegaram , diretor executivo de Médicos Sem Fronteiras ( MSF) considerou que:

"a rejeição da patente é uma grande oportunidade ... para tratar os 185 milhões de pessoas infectadas com hepatite C em todo o mundo".

 

Mas para se pressionar e regular é necessário investir e exigir. O que é mesmo necessário é fazer investimento público naquilo que é de interesse público, apoiar a investigação e acima de tudo regular os mercados e as patentes essenciais ao interesse comum, no sentido de salvaguardar os direitos humanos e o interesse público em geral. 

 

Não é com as pressões de um sistema político-empresarial instalado e comprometido que as farmacêuticas mudam a sua lógica capitalista, a qual tem demonstrado ter apenas por finalidade atingir o máximo de lucro à custa da doença e mesmo da morte de seres humanos!

 

O preço do Sovaldi (sofosbuvir), tem vindo a ser citado em diversas fontes da comunicação social mundial e gerado muita polémica. Nos EUA o preço do tratamento variava entre os 84.000 e os 168.000 dólares. Em Inglaterra rondava as 35.000 libras por 12 semanas de tratamento e em Portugal entrou com um preço de 48.000€, estando agora a ser negociado o preço na ordem dos 42.000€.

 

Mas veja-se que, quando a Índia pressionou a Gilead com o não reconhecimento da patente e com a fabricação de genéricos nos países em desenvolvimento, que não tinham meios para pagar os preços absurdos impostos pela Gilead, este grupo farmacêutico anunciou que estaria disponível para negociar a fabricação de um genérico e a vender essa versão do produto na Índia abaixo dos 900 dólares. O certo é que a India planeia ter o medicamento disponível por cerca de 300 dólares por etapa de tratamento.

 

Que os empresários e cientistas nunca se esqueçam que também são doentes e muito menos se esqueçam que todos fizeram a sua formação graças a um direito humano inalienável denominado por educação.

Falar de educação e de saúde é como falar do ar que respiramos. Por isso, deixem respirar toda a gente!

 

 

A associação SOS Hepatite visa prestar apoio aos doentes hepáticos e às suas famílias. Pretendem divulgar e consciencializar a população em geral e os profissionais da área da Saúde para o problema das Hepatites Víricas (os seus riscos, formas de contágio, tratamento e prevenção) e para assim acabar com a marginalização, discriminação e ostracismo de que os nossos doentes são vítimas.

Apoie a SOS HEPATITES respondendo ao questionário.

Lançamento da Campanha SOS Hepatites

Colabore na recolha de fundos para a abertura do CENTRO DE APOIO E RASTREIO SOS HEPATITES.

 

A Indústria Farmacêutica

Mas falemos um pouco sobre a industria farmacêutica e sobre o referido medicamento que promete curar 9 em cada 10 doentes com  Hepatite C (genotipo 1)

Sovaldi (sofosbuvir) é produzido pela Gilead e foi o primeiro inibidor de polimerase nucleotídeo para a hepatite C a chegar ao mercado, depois de ter sido aprovado pela Food and Drug Administration, em dezembro de 2013.

Veja aqui os relatórios anuais da Gilead e perceba como se aumentam os lucros à custa de um bem público que é a saúde.

Relatório da Gilead 2013 depois de registado o medicamento Sovaldi para a Hepatite C

 
"Senhor ministro, não me deixe morrer!" http://goo.gl/g8q01u hepatite c_Não me deixe morrer. Vou encontra-lo Doente com hepatite C em desespero: «Senhor ministro, não me deixe morrer»
José Carlos Saldanha avisou ainda o ministro: «A si, eu vou encontrá-lo!»
hoje às 12:50
 

 

Conheça um pouco mais sobre a evolução da indústria farmacêutica em Portugal

 

O negócio da indústria farmacêutica é de cerca de 4 mil milhões de euros no nosso país (Portugal) e, quando se discute se um medicamento deve, ou não, ser introduzido no nosso sistema de saúde, estão mais preocupados com as pressões em torno das vantagens para o negócio do que com as vantagens terapêuticas.

Foi com 118 mil milhões de dólares que a farmacêutica Pfizer assegurou o primeiro lugar no ranking dos negócios das farmacêuticas em 2014.

 

Conheça o mercado

 
Top 50 da Indústria Farmacêutica Nacional
Dezembro 2014
Fonte: IMS (Var M1 vs M2 €)

 

Quota de Mercado de Medicamentos Genéricos por Farmácia
Janeiro a Junho 2013
Fonte: Infarmed
IATE Nacional
Maio 2013Fonte: Cegedim
Venda de MNSRM fora das farmácias
de Janeiro a Setembro 2014
Fonte: Infarmed
Relatório de Consumo de Medicamentos em Meio Hospitalar
Outubro 2014
Fonte: Infarmed
Análise do Mercado de Medicamentos em Ambulatório
Setembro 2014
Fonte: Infarmed
A Indústria Farmacêutica em Números
2012
Fonte: APIFARMA
Preços de Referência
4º Trimestre 2013
Fonte: Infarmed
Dezembro 2014
Fonte: IMS (Var M1 vs M2 €)

Hepatite A 

O que é a Hepatite A?

É uma infecção provocada pelo vírus da Hepatite A (VHA) que é absorvido no aparelho digestivo e que se multiplica no fígado, causando neste órgão a inflamação denominada Hepatite A. Foi descoberta em 1973, mas na Antiguidade, já se registavam surtos da doença, na altura chamada «icterícia infecciosa», muito frequentes em períodos de guerras e de cataclismos. Leia mais aqui 

Hepatite B 

O que é a Hepatite B?

A Hepatite B, provocada pelo vírus da Hepatite B (VHB), foi descoberta em 1965, é a mais perigosa das Hepatites e uma das doenças mais comuns do mundo, estimando-se que existam cerca de 240 milhões de portadores crónicos do vírus. Os portadores de VHB podem desenvolver doenças hepáticas graves como a cirrose e o cancro no fígado. Contudo, é fácil prevenirmos-nos contra o vírus, graças à vacina da Hepatite B que tem uma eficácia de 95%. Leia mais aqui 

Hepatite C 

O que é a Hepatite C?

É uma inflamação do fígado provocada por um vírus que pode levar a casos de falência hepática, cirrose e/ou cancro. Durante vários anos foi conhecida sob a designação de Hepatite não-A e não-B, até ser identificado, em 1989, o agente infeccioso que a provoca, e transmite-se, sobretudo, por via sanguínea.É conhecida como a epidemia “silenciosa” pela forma como tem aumentado o número de portadores crónicos em todo o mundo e pelo facto de os infetados poderem não apresentar qualquer sintoma, durante 10, 20, 30 ou 40 anos. Leia mais aqui 

Hepatite D 

O que é a Hepatite D?

O vírus da Hepatite D, também designado como vírus Delta, foi conhecido em 1977 e só se manifesta em conjunto com a Hepatite B, isto é, surge por co-infecção ou por superinfecção. Em Portugal é raro e, embora não tenhamos estatísticas específicas, supõe-se que existam cerca de 15 mil portadores crónicos no país. Leia mais aqui 

Hepatite E 

O que é a Hepatite E?

A Hepatite E resulta de uma infecção pelo vírus da Hepatite E (VHE) e, tal como a Hepatite A, é transmitida por via fecal-oral de pessoa a pessoa, através da água e de alimentos contaminados com matéria fecal. No mundo industrializado e em países mais desenvolvidos, tal como Portugal, o vírus quase não existe, apenas se manifesta em indivíduos que tenham estado em regiões tropicais endémicas.Como doença humana específica, foi identificada em 1980, mas foi só em 1988, com a descoberta do vírus que causava a doença, que passou a designar-se Hepatite E. A gravidade da infecção pelo VHE é maior que a provocada pelo vírus da Hepatite A, mas a recuperação ocorre ao fim de pouco tempo. Leia mais aqui

 

O que dizem as notícias
 

 

 

 

 

 

 

O que é Hepatite C? 

(Fonte: http://www.minhavida.com.br/saude/temas/hepatite-c)

Hepatite C é uma doença viral que leva à inflamação do fígado e raramente desperta sintomas. Na verdade, a maioria das pessoas não sabe que tem hepatite C, muitas vezes descobre através de uma doação de sangue ou pela realização de exames de rotina, ou quando aparecem os sintomas de doença avançada do fígado, o que geralmente acontece décadas depois.

Hepatite C é um dos três tipos mais comuns de hepatite e é considerado o pior deles.

De acordo com o Fundo Mundial para a Hepatite da Organização das Nações Unidas, cerca de 500 milhões de pessoas no mundo está infectada com os vírus para hepatite B e C, e apenas 5% delas sabem que tem a doença. No Brasil, existem cerca de 1,5 milhão de pessoas infectadas pela hepatite C, doença responsável por 70% das hepatites crónicas e 40% dos casos de cirrose, segundo dados do Ministério da Saúde.

Causas

A hepatite C é causada pelo vírus C, sua transmissão ocorre por meio do contato com sangue contaminado, seja por transfusão de sangue, acidentes com material contaminado, no caso de trabalhadores na área da saúde, ou por meio de drogas injetáveis. A transmissão de mãe para filho é rara, cerca de 5%, ocorre no momento do parto. A maioria dos estudos não conseguiu comprovar a transmissão da hepatite C por contato sexual.

 

Fatores de risco

Alguns fatores contribuem para a contaminação por hepatite C. Estão dentro do grupo de risco para a doença as pessoas que:

SAIBA MAIS

  • Hepatite C ameaça saúde das mulheres
  • Estiveram em diálise renal por muito tempo
  • Têm contato regular com sangue no trabalho (por exemplo, profissionais da área de saúde)
  • Injetam drogas ilícitas e compartilham agulhas com alguém que tem hepatite C
  • Receberam transfusão de sangue antes de julho de 1992
  • Fizeram uma tatuagem ou acupuntura com instrumentos contaminados
  • Receberam sangue ou órgãos de um doador que tem hepatite C.

 

sintomas

Sintomas de Hepatite C

Hepatite C tem formas aguda e crónica. A maioria das pessoas que está infectada com o vírus tem hepatite C crónica, pois a doença geralmente não manifesta sintomas em sua fase inicial.

Os seguintes sintomas podem ocorrer com a infecção por hepatite C, e são decorrentes da doença do fígado avançada:

Proteja-se contra as hepatites - SAIBA MAIS

 

diagnóstico e exames

Na consulta médica

Você deve procurar ajuda médica se notar a incidência de qualquer sintoma descrito acima.

Anote todas as suas dúvidas e marque uma consulta com um médico de confiança. Descreva todos os seus sintomas com detalhes e responda corretamente às perguntas que ele poderá lhe fazer.

Veja alguns exemplos: 

  • Quando seus sintomas começaram?
  • Os sintomas são frequentes ou ocasionais?
  • Qual a intensidade dos sintomas?
  • Você passou recentemente por uma transfusão de sangue ou por transplante de órgão?
  • Você manteve relação sexual desprotegida recentemente?
  • Você faz uso de drogas injetáveis?
  • Você já foi diagnosticado com hepatite alguma vez?
  • Há histórico de hepatite C ou outra doença relacionada ao fígado em sua família?.

 

Diagnóstico de Hepatite C

Exames de sangue para detectar o vírus C em pessoas que tem fatores de risco de entrar em contato com o vírus ajudam a determinar se o paciente tem hepatite C e, assim iniciar o tratamento ou recomendar mudanças no estilo de vida que podem retardar danos ao fígado. Isto é recomendado porque a infecção por hepatite C geralmente começa a danificar o fígado antes de causar sinais e sintomas.

 

Exames de sangue também podem medir a carga viral, ou seja, a quantidade de vírus, e fazer a genotipagem do vírus – o que pode auxiliar na escolha da melhor opção de tratamento.

O médico também poderá recomendar um procedimento para remover uma pequena amostra de tecido do fígado para análises laboratoriais. A biópsia hepática, como é conhecido esse procedimento, pode ajudar a determinar a gravidade da doença e orientar as decisões de tratamento. Durante uma biópsia do fígado, o médico insere uma agulha fina através da pele até o fígado para remover a amostra de tecido.

tratamento e cuidados

Tratamento de Hepatite C

Nem sempre há necessidade de tratamento. O médico saberá dizer se o seu caso exigirá terapia ou não. Geralmente, mesmo para pessoas que dispensam o tratamento, exames de sangue de acompanhamento são solicitados.

 

Outros casos, porém, necessitarão de tratamento para evitar futuras complicações. Nessas situações, a infecção por hepatite C é tratada com uma combinação de medicamentos antivirais a serem tomados ao longo de várias semanas, que tem como objetivo eliminar o vírus do corpo do paciente.

Durante todo o tratamento o médico irá monitorar a resposta do paciente aos medicamentos ministrados.

Os medicamentos antivirais podem causar vários efeitos colaterais, a exemplo dedepressão, dor muscular, perda de apetite, fadiga, febre e dor de cabeça. Alguns desses efeitos colaterais podem ser graves, precisando interromper o tratamento.

Se o seu fígado foi severamente danificado pela ação do vírus HCV, um transplante pode ser uma opção viável. Durante um transplante de fígado, o cirurgião remove o fígado danificado e o substitui por um saudável. Fígados transplantados, em sua maioria, vêm de doadores falecidos, embora um pequeno número venha de doadores vivos que doam uma parte de seus fígados (que depois se reconstituem sozinhos).

O transplante de fígado, no entanto, não é considerado uma espécie de cura para hepatite C. O tratamento com medicamentos antivirais geralmente continua depois de um transplante, pois a infecção pode voltar a ocorrer no novo órgão.

 

Convivendo/ Prognóstico

Se você foi diagnosticado com hepatite C, o médico provavelmente recomendará algumas mudanças de estilo de vida. Estas medidas ajudarão a mante-lo saudável, como:

 

  • Parar de beber álcool, que acelera a progressão da doença do fígado
  • Evitar medicamentos que possam causar danos ao fígado
  • Evitar que outras pessoas entrem em contato com o seu sangue, cobrindo as feridas e não compartilhando lâminas de barbear, materiais de manicure ou escovas de dentes. Não doe sangue, órgãos ou sémen.

 

Complicações possíveis

A infecção por hepatite C, que continua ao longo de muitos anos, pode causar complicações significativas, tais como:

 

 

Expectativas

A maioria das pessoas com infecção por hepatite C tem a forma crônica.

As chances de remover o vírus da hepatite C do sangue com o tratamento habitual é cerca de 50%. Mesmo que o tratamento não remova o vírus, ele poderá reduzir a chance de doença hepática grave.

Muitos médicos usam o termo "resposta virológica prolongada", em vez de "cura", quando o vírus é removido do sangue porque não se sabe se essa resposta será permanente. Além disso, o transplante de fígado, que se faz necessário em alguns casos, também não garante a cura do paciente.

 

Prevenção

Proteja-se contra a infecção por hepatite C tomando as seguintes precauções:

 

  • Não faça uso de drogas ilícitas
  • Seja cauteloso com piercings e tatuagens. Procure sempre um local e um profissional de confiança. Faça perguntas de antemão sobre a forma como o equipamento está limpo e verifique se os funcionários usam agulhas esterilizadas
  • Tenha seu material de manicure, ou certifique-se que foi esterilizado quando usar em salões de beleza
  • Proteja-se durante a relação sexual. Use sempre preservativos.

 fontes e referências

 

 

What is SOVALDI?

SOVALDI is a prescription medicine used with other antiviral medicines to treat chronic (lasting a long time) hepatitis C (Hep C) infection in adults. SOVALDI should not be taken alone. It is not known if SOVALDI is safe and effective in children under 18 years of age.

With SOVALDI, there’s hope that you can put Hep C behind you. You may be able to stop thinking about your disease, take the next step, and set a new course.

Proven to work

*Results are measured 3 months after treatment is completed.

Simple dosing

  • SOVALDI is one pill, taken once daily, as part of a combination therapy
  • SOVALDI combination therapy is the first all-oral treatment for genotypes 2 and 3

A revolutionary treatment for Hep C

  • SOVALDI is sofosbuvir—a breakthrough medicine that directly targets the Hep C virus

Support that revolves around you

  • If you have questions about your insurance coverage or financial assistance or if you’re looking for 24/7 nurse support, SOVALDI Support Path is here to help
  • SOVALDI Support Path can help make treatment affordable. Our savings program allows eligible patients to pay no more than $5 per co-pay

 

Important Safety Information

What is the most important information I should know about SOVALDI?
SOVALDI combination therapy with ribavirin or peginterferon alfa and ribavirin can cause birth defects or death of your unborn baby. If you or your sexual partner is pregnant or plans to become pregnant, do not take these medicines.

  • You and your sexual partner must use 2 effective forms of birth control and should not become pregnant while being treated with SOVALDI combination therapy and for 6 months after your treatment is over. Talk to your doctor about forms of birth control.
  • If you or your partner can become pregnant you must have a pregnancy test before starting treatment with SOVALDI combination therapy, every month while being treated, and for 6 months after your treatment ends.
  • Tell your healthcare provider right away if a pregnancy occurs while taking or within 6 months after you stop taking SOVALDI combination therapy. You or your healthcare provider should contact the Ribavirin Pregnancy Registry. If you are also infected with HIV and taking medicines to treat your HIV infection, an Antiretroviral Pregnancy Registry is also available. For contact information, please see full Prescribing Information.

You should not take SOVALDI alone. SOVALDI should be used together with ribavirin or in combination with peginterferon alfa and ribavirin to treat chronic hepatitis C infection.

What should I tell my healthcare provider before taking SOVALDI?

  • If you have: liver problems other than hepatitis C infection; had a liver transplant; severe kidney problems or are on dialysis; HIV; any other medical condition; or if you are breastfeeding or plan to breastfeed. You and your healthcare provider should decide if you will take SOVALDI or breastfeed. You should not do both.
  • If you take rifampin (Rifadin®, Rifamate®, Rifater®), St. John’s wort or a product that contains St. John’s wort. Tell your healthcare provider about all the medicines you take, including prescription and over-the-counter medicines, vitamins, and herbal supplements. Other medicines may affect how SOVALDI works.

What are the most common side effects of SOVALDI?
For SOVALDI used in combination with ribavirin they include tiredness and headache and for SOVALDI used in combination with peginterferon alfa and ribavirin they include the additional side effects of nausea, difficulty sleeping, and low red blood cell count.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Mais sobre mim

foto do autor


Mensagens



Junte-se a nós no Facebook

Please wait..15 Seconds Cancel

Calendário

Fevereiro 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728





eXTReMe Tracker