Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



PS - Que dirão de tudo isto os simpatizantes? Quem serão eles e elas? Familiares? Vizinhos? Pessoas com quem nos encontramos no elevador e a quem nunca antes haviamos dirigido uma palavra ou atenção?

josé seguro, eleições partido socialista, estatutos do ps, directas, primárias, eleições diretas, comissão política


A dinâmica do PS está em alta, agora surge a dita política negra ou obscura dos ataques pessoais, como se de um lado ou de outro, ou mesmo como se em qualquer partido, houvesse a perfeição.

 

Uns dizem que é a crise (social, política, económica, de lugares, de líderança,...), eu prefiro acreditar que é a dinâmica social, política e democrática que está a demonstrar que ainda há vida no PS e que muita mais haverá para além dos candidatos ou dirigentes dos partidos.

 

Mas, caros militantes e simparizantes do PS, em vez de se virarem para a política baixa e do ataque pessoal que só descrdibiliza ainda mais o PS e os polítcos, não estará na hora de pensar-se num Partido que é herdeiro e representante do grande movimento social e político que, a partir dos meados do século XIX, conduziu a luta por sociedades mais justas e solidárias?

 

Ou, então, que defende uma economia de bem-estar, aberta à pluralidade das iniciativas e das formas económicas privadas, públicas e sociais, mas devidamente reguladas não só pelos mercados, mas também por entidades reguladoras públicas, adequadas e credíveis?

 

Lembrem-se que o Partido Socialista é uma organização política de homens e mulheres responsáveis e responsabilizadores que defendem inequivocamente a democracia e que procuram no socialismo democrático a solução para os problemas nacionais e a resposta às exigências sociopolíticas do mundo contemporâneo.

 

Reflitam, ainda, sobre o primeiro artigo dos Estatutos do PS, sendo que o Partido Socialista é uma organização política de homens e mulheres, empenhada na construção de uma sociedade livre, igualitária, solidária, económica e socialmente desenvolvida, ecologicamente sustentável, cuja acção está enquadrada na sua Declaração de Princípios e nas Moções aprovadas nos Congressos Nacionais.

 

Parece é que só o SG e os Dirigentes Nacionais passaram a ser os únicos que não estão sujeitos nem aos Congressos Nacionais (ordinários ou extraordinários) nem à Declaração de Princípios pela qual o PS se institucionalizou e credibilizou perante os portugueses e pela qual os cidadãos comuns se fazem militantes.


Que dirão de tudo isto os simpatizantes?

Autoria e outros dados (tags, etc)




Mais sobre mim

foto do autor


Mensagens



Junte-se a nós no Facebook

Please wait..15 Seconds Cancel

Calendário

Junho 2014

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930





eXTReMe Tracker