Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O presente guia foi elaborado por diversas razões, a primeira das quais é a importância estratégica do turismo para a UE. Enquanto terceiro maior setor económico da União, o turismo tem grande impacto no crescimento económico, no emprego e no desenvolvimento social. A sua importância é reconhecida pelo Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia, o qual determina que a União deve apoiar, completar e coordenar a ação dos Estados-Membros neste domínio. Também se impunha publicar um guia específico porque as necessidades do setor do turismo são muito diversificadas e, em consequência, este pode ser apoiado por uma série de programas temáticos da UE. Constituído por múltiplos intervenientes, com diferentes necessidades, o setor foi apoiado por vários programas, ao longo do tempo. Graças aos permanentes esforços de simplificação realizados, é cada vez mais fácil recolher e assimilar informações sobre múltiplos programas, mas esta tarefa continua a colocar desafios às entidades públicas e privadas que, sob grande pressão, promovem os destinos turísticos ou desenvolvem serviços turísticos

Autoria e outros dados (tags, etc)

in: O RABELO | Apanhem que é ladrão!

por José Pereira (zedebaiao.com), em 20.04.16
Porra!!! Que desgosto. Que vergonha.
Au revoir histoire. Au revoir Portugal
Os nossos amigos da CP acabam de informar que esta relíquia acaba de sair a caminho de França. Será roubo? Negligência?
Não haverá ninguém a responsabilizar? Será que a nossa história é vista como um pouco de ferro velho ou sucata? Não haverá melhor visão estratégica para o turismo?
 
Enquanto do lado de Espanha a Diputación de Salamanca, um organismo administrativo espanhol da província de Castela e Leão, prevê recuperar o troço  Fregeneda – Barca D’Alva, no troço internacional da linha do Douro, como atractivo turístico, por cá teimamos em considerar a história e o turismo como se fosse um pouco de ferro velho.
 
Que vergonha!
 
Au revoir histoire. Au revoir Portugal ...
Bientôt , nous allons voyager en France et payer pour vous voir.
 
CP Turismo para França_Publ.jpg
 
Turismo Ferroviário - o comboio histórico do Douro 

 

 

CP Turismo para França_1.jpg

 

CP Turismo para França_2.jpg

 

CP Turismo para França_3.jpg

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ranking Municipal

por José Pereira (zedebaiao.com), em 19.02.14

Saiba em que posição se encontra o desenvolvimento e atratividade do seu município. No entanto, tenha sempre em conta que este ranking apenas tem por base uma determinada maneira de olhar e de analisar determinados indicadores e não reproduz o produto de uma séria investigação cientifica. As três categorias em análise são Negócios (Investimento), Visitar (Turismo) e Viver (Talento). Recordo que o negócio, o nível de vida e o talento não se medem só pela perspetiva económico/financeira, sendo por isso que devem olhar para estes dados com base nos pressupostos em que foi feita a análise. 

 

Consulte aqui os indicadores do seu município: http://www.jornaldenegocios.pt/arquivo/quiz/detalhe/saiba_em_que_lugar_esta_a_sua_camara_no_ranking_dos_melhores_municipios.html

 

investimento, município, nível de vida, indicadores de desenvolvimento, turismo

 

O Jornal de Negócio1 de 18/2/2014, faz referência ao "ranking “City Brand”, que mede o valor das marcas dos 308 municípios, coloca as maiores cidades do País nos primeiros lugares, e reserva o fundo da tabela para as câmaras dos municípios mais pequenos e do interior. De acordo com Filipe Roquette, director-geral da Bloom Consulting, responsável pelo estudo, “Lisboa é a cidade que tem uma melhor marca, e uma melhor performance em três vertentes diferentes”.

 

As três categorias em análise são Negócios (Investimento), Visitar (Turismo) e Viver (Talento). Lisboa está em primeiro lugar em todas elas, enquanto o Porto surge na segunda posição. O ranking atribui o muito disputado título de terceira cidade portuguesa a Braga, devido à performance da cidade dos arcebispos na vertente da captação de investimento.

 

O ranking foi elaborado através do cruzamento de diversos dados estatísticos, como desemprego, número de hospitais, salário médio, taxa de criminalidade ou dormidas turísticas por município, com 15 grupos de perguntas-chave, que agrupam “o que as pessoas procuram no mundo inteiro num município”, explica Filipe Roquette

 

Posteriormente, esses dados são comparados com a “comunicação online de cada município: o que comunica e o número de pessoas a quem chega essa informação”, tendo por base o site da autarquia e a sua presença nas redes sociais".

 

http://www.jornaldenegocios.pt/arquivo/quiz/detalhe/saiba_em_que_lugar_esta_a_sua_camara_no_ranking_dos_melhores_municipios.html 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Baião e Felgueiras, o avanço ou o retrocesso?

por José Pereira (zedebaiao.com), em 04.12.13

Car@s amig@s de Baião, a nossa terra e a nossa gente. Por acaso viram a reportagem do jornal da noite, de ontem, 5/12/2013, sobre Felgueiras?

Não estará na hora de reflectir e até de enviar algumas pessoas para fazerem uns estágios por terras de Felgueiras. Afinal é tão perto e tão longe. Tão perto do desenvolvimento e tão atrasados. Tanta imagem e tão pouco emprego. Tanta festa e tão pouca cultura. Tantas camas e tão baixo valor acrescentado,...

 

MAS OS EXCELENTES QUEM SÃO? SERÁ QUE UM DIA VAI CONSEGUIR ALIMENTAR-SE DA IMAGEM OU DE PROTAGONISMOS  PESSOAIS? APRENDI NA NOSSA TERRA QUE AS VAIDADES NÃO PAGAM DÍVIDAS. 

 

 

PARA ONDE ESTÁ A DESLOCAR-SE O VALOR ACRESCENTADO? E NÃO PENSEM QUE É TUDO FRUTO DO CALÇADO,  PORQUE NÃO É,  SENÃO VEJAMOS:

1- Felgueiras, desde 2008, diminuiu o desemprego em cerca de 20%, quando em Baião não pára de aumentar;

2- Recordam-se de eu tanto insistir sobre as mais-valias da Adega Cooperativa de Baião, que está a ser dotada ao abandono? Pois saiba que as últimas vindimas em Felgueiras também creceram cerca de 20%, sendo produzidos 4, 8 milhões de litros de vinho verde, grande parte do qual está a ser exportado. Agora imaginem quanto dinheiro não poderia ser feito com cerca de 5 milhoes de litros de vinho e, se apostassemos na marca e na qualidade do vinho e das culturas da nossa terra, quanto não seria o valor acrescentado e o emprego gerado. Em meados de novembro a Cooperativa de Felgueiras já tinha pago aos seus sócios, mais de 1 milhão de euros;

3- Felgueiras deixou de apostar nos espectáculos e passou a apostar nas pessoas e nas empresas,  sendo que o valor acrescentado tem vindo a crescer significativamente, enquanto em Baião as empresas estão cada vez mais em dificuldades e o poder de compra das pessoas atirou o nosso município para o lugar dos mais pobres da nossa região;

4- Felgueiras não aumentou o número de camas, mas aumentou o valor acrescentado das empresas locais. Baião tem aumentado o n. de camas, mas o valor acrescentado das empresas de Baião tem vindo a diminuir. Afinal de contas para onde estão a ir as mais-valias geradas em Baião? Pelo rio abaixo? Para o estrangeiro? 

 

ALGO ESTÁ A FALHAR NA ESTRATEGIA, PELO QUE, OU SE MUDA A ESTRATEGIA OU SE MUDAM AS PESSOAS.

 

Reflicta sobre alguns dados que se seguem e compare outros do INE ou PORDATA e pergunte a si próprio se não haverá necessidade de mandarmos fazer uns estágios para o vizinho concelho de Felgueiras.

 

Será que os nossos familiares terão todos de emigrar? Não se consegue fazer melhor pela nossa terra e pela nossa gente? Para onde está a ir o valor acrescentado de Baião?

 

Poderão vir argumentar que estamos a falar de concelhos com dimensões populacionais diferentes, mas analisem os dados em termos percentuais e reparem bem que começamos com números muito aproximados, sendo que Felgueiras disparou para cima e Baião para baixo.

 

Nao seria mau analiar bem estes dois concelhos e verificar em que falhamos no passado e no que continuamos a falhar.

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Mensagens



Junte-se a nós no Facebook

Please wait..15 Seconds Cancel

Calendário

Novembro 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930





eXTReMe Tracker