Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ze_2020.jpg

Nos dias de hoje, ouvimos muitas vezes a seguinte frase: “para quê tirares um curso, se vais acabar num emprego não qualificado ou no desemprego?” 

Contudo, é precisamente nos momentos de crise que mais faz sentido combater estes mitos e dar esperança às famílias e aos jovens, designadamente aos mais carenciados e menos informados, demonstrando-lhes que a Educação, o Ensino Superior, a Ciência e a Investigação, continuam a ser as melhores ferramentas para a o bom desenvolvimento da sociedade, para a empregabilidade, para o acesso e progresso profissional e, ainda, para a melhoria das condições laborais e salariais, sendo o conhecimento o valor mais precioso da humanidade, tendo este uma enorme utilidade e valor nas mais diversas áreas e profissões.

Assim, só através de uma informação rigorosa sobre os mais diversos benefícios da Educção e do Ensino Superior, seja antes, durante ou após as crises sociais, económicas ou de saúde pública, é que podemos combater os mitos que ainda subsistem.

E "estas dimensões podem e devem ser consideradas pelas famílias e mesmo pelas próprias instituições de ensino superior, até mesmo nas suas estratégias de comunicação e atração de alunos” (Estudo Benefícios do Ensino Superior).

satisfação com ensino superior.jpg

São muitas as vantagens que decorrem do prosseguimento dos estudos superiores e das qualificações profissionais, sejam de base académica, de qualificação e/ou de requalificação profissional ou até mesmo de desenvolvimento e de satisfação pessoal.

Ensino superior mais e melhores competências.jpg

E para o comprovar, passo a apresentar alguns dos factos e números que o comprovam:

  • Em cada 100 jovens da faixa etária da idade dita "normal" de acesso ao ensino superior (20 anos), apenas 40 têm vindo a ingressar no ensino superior (MCTES), havendo a necessidade de reforçar a informação sobre os benefícios, não apenas para os mais jovens, mas também para os maiores de 23 anos, que podem ingressar por via do Regime dos Maiores de 23 anos;
  • Segundo dados recolhidos pela OCDE (2020), um maior nível de escolaridade aumenta a probabilidade de se estar empregado, sendo que:
    • Em média, nos países da OCDE, a taxa de emprego é de 61% para a generalidade dos cidadãos na faixa etária dos 25-34 anos sem ensino secundário, 78% para os que detêm o ensino secundário ou pós-secundário não-superior e 85% para aqueles que têm um curso superior.

Emprego no ensino superior OCDE.jpg

    • Em Portugal e na Europa, a compensação salarial para os que tiraram um curso superior é significativamente superior, quando comparada com os salários dos que têm o ensino secundário ou de nível inferior;
    • Em comparação com aqueles que terminam apenas o ensino secundários, os que terminaram o ensino superior apresentam uma taxa de emprego cerca de 10% superior (OCDE);
    • Ter frequentado a educação pós-secundária ou superior reduz o risco de desemprego;
  • Ensino superior taxa emprego 2017.jpg 

    • Em Portugal a compensação salarial atinge 85% dos trabalhadores com qualificação superior, recebendo estes o dobro do salário mínimo nacional, mantendo-se este indicador acima do salário médio nacional, rendimento este que está apenas ao alcance de 15% da população em geral;
  • Ensino superior realização e autonomia.jpg 

    • Os titulares de um curso superior recebem, em média, +35% do que aqueles que detêm apenas o ensino secundário (OCDE) e +50% do salário/hora para um licenciado, nos primeiros dez anos de experiência profissional (Estudo Benefícios do Ensino Superior);
    • Mesmo em periodos de crise, as pessoas com mais elevados níveis de escolaridade “conseguem arranjar emprego mais facilmente” quando desempregadas.  

N estudante ensino superior 1991_2015.jpg

N diplomados ensino superior 2006_2015.jpg

Muito do que se foi passando ao longo dos séculos ainda informa o ensino superior em Portugal nos dias de hoje.

Logotipo do Estudar (mais) é preciso

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR

Bolsas de Estudo a Estudantes do Ensino Superior
 
Grupo de EntreAjuda e
Grupo de Facebook
 
 
Bolsas de Estudo a Estudantes do Ensino Superior

 

Pode candidatar-se através do portal criado para o efeito, aqui.

Também está disponível a submissão de requerimentos à atribuição de Bolsas de Estudo para frequência de estudantes com incapacidade.

Links rápidos:

Perguntas Frequentes sobre Bolsas de Estudo

Prazos de Candidatura a Bolsas de Estudo

Candidatura a Bolsa de Estudo para frequência de estudantes com incapacidade

 

Fontes: 
www.oecd-ilibrary.org/docserver/69096873-en.pdf?expires=1623952870&id=id&accname=guest&checksum=0A65A0BD0F9879BED3B59801EB1D2DF7

https://fronteirasxxi.pt/wp-content/uploads/2018/08/beneficios-do-ensino-superior-introducao-1.pdf

https://www.ffms.pt/FileDownload/5f1b62b7-bf82-4655-81af-2ce5d92778a9/beneficios-do-ensino-superior

https://www.dges.gov.pt/pt/noticia/estudar-mais-e-preciso

 

Tags:

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Mensagens



Junte-se a nós no Facebook

Please wait..15 Seconds Cancel

Calendário

Junho 2021

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930