Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


PS: RESULTADOS ELEITORAIS

por José Pereira (zedebaiao.com), em 29.09.14

 

 

Neste espaço (https://www.psprimarias2014.pt/#resultados) são apresentados os resultados provisórios por estrutura organizacional federativa do Partido Socialista (PS).

 

Agora, o foco da missão e da estratégia deve ser Portugal.

 

No entanto, há ainda um partido para reorganizar e credibilizar por via da pluralidade que é característica do PS.

Espero que esta reorganização não deixe de parte a matriz ideológica que está bem determinada desde a fundação do PS. Inovar e renovar não implica que se abandone a matriz ideológica com que os socialistas se identificam e pela qual sempre lutaram e trabalharam. Mas é necessário e urgente renovar e inovar com respeito pelo passado e a pensar no futuro.


 Os socialistas são ideologicamente de esquerda democrática.


Quanto ao processo eleitoral, estejamos cientes de que a arrogância política, o insulto ou o ataque pessoal baixo, não se esbatem com outro ataque igual.

 

Ganhar ou perder é um resultado normal em democracia. Mas saber aceitar e respeitar os resultados é um dom das mulheres e homens democratas.

 

Viver em democracia e aceitar os resultados não é, nem deve ser, um conformismo disfarçado. É legítimo que se lute por aquilo em que se acredita. Todos temos e devemos continuar a ter convergências e divergências, sendo isso óptimo para a democracia, para o PS e acima de tudo para o País.

 

Saibamos conviver em democracia e acabemos com os insultos e ataques baixos, sendo que estes nos levam a retaliar ou a defender nos mesmos termos. Mas para isso é necessário liderar, gerir ou governar com seriedade e empenhamento.

 

O processo eleitoral e as ambições, legitimas ou exageradas, por vezes descontrolam a nossa maneira de ser e acabam por nos fazer perder a razão, mas, agora que estamos mais serenos, continuemos a ter e a conviver num partido plural de ideias, de opiniões, de projetos e mesmo de legítimas aspirações, mas sem atropelos, sem afastamentos ou expulsões e sem excessivas ambições pessoais.

 

A missão deve estar sempre focada para o interesse comum e para Portugal, mas nunca para o nosso umbigo. Devemos saber trabalhar pelo que as pessoas precisam e não pelo que algumas pessoas querem.

 

Eu estarei sempre nessa luta.

 

Mas recordo que, apesar da maior quota de responsabilidade residir agora do lado de quem ganhou, sendo que é a quem compete, em primeiro lugar, dar o exemplo e trabalhar para servir o nosso país, o certo é que aqueles que perdem também têm uma boa quota parte sobre a responsabilidade do que venha a ser feito.

 

Por isso, saibamos viver e conviver em democracia, mas sem os eternos conformismos inconformados.

Calar e consentir para depois apunhalar é pior do que desassossegar.

 

Resultados eleitorais das eleições primárias do Partido Socialista (PS) 2014 com José Seguro e António Costa

 

 

 

 

Resultados eleitorais das eleições primárias do Partido Socialista (PS) 2014 com José Seguro e António Costa

Autoria e outros dados (tags, etc)

Como é que os partidos do arco do poder, cheios de gente a ganhar elevados salários em lugares e cargos políticos e públicos não conseguem ter as contas dos partidos sem dívidas? Que fazem a tanto dinheiro? Que exemplo dão para o País e para as restantes instituições?

Como podem os cidadãos acreditar que os dirigentes partidários darão uns bons dirigentes e governantes da coisa pública, se não conseguem sequer gerir devidamente as simples contas de uma organização partidária?

 

Refere a Agência Lusa que, "dos cinco partidos com assento parlamentar, o PSD foi o que teve um resultado líquido negativo mais alto, de 2.164.230 euros, seguido pelo PS com 1.906.535 euros e o CDS-PP com 131.400 euros de prejuízo, indicam os balanços anuais, disponibilizados esta semana no "site" do Tribunal Constitucional".

 

POLÍTICA (07 de Junho de 2014 | Por Lusa)
PSD, PS e CDS-PP com resultados negativos nas contas

O PCP teve em 2013 um resultado positivo de 1.073.158 euros, o BE de 189.145 euros e o PEV de 43 mil euros.

As contas de 2013 entregues pelos partidos, que vão ser alvo de auditorias e fiscalização por parte da Entidade das Contas e Financiamentos Políticos, poderão ainda sofrer alterações depois dos acertos das contas da campanha eleitoral autárquica de outubro passado, cujo prazo de entrega só termina a 21 de julho, disse à Lusa a presidente da ECFP, Margarida Salema.

 

Na demonstração de resultados do PSD, verifica-se que o partido recebeu uma subvenção pública de 6.132.074 euros, a que se somam cerca de 2,5 milhões de euros de subvenções regionais. Em donativos, o PSD conseguiu 1.084.769 euros.

Entre os gastos, destacam-se dívidas a fornecedores de "gestão corrente" no total de 6 milhões de euros e empréstimos bancários de cerca de um milhão de euros.

 

As autárquicas de 2013 custaram ao partido 13,7 milhões de euros.

 

Nas contas do PS, verifica-se um total de "financiamentos obtidos", que correspondem a empréstimos bancários, de 4,4 milhões de euros, sendo o valor mais alto entre os partidos. A subvenção pública foi de cerca de 4,4 milhões de euros.

Aos fornecedores o PS deve 1,1 milhões de euros e ao "Estado e outros entes públicos" deve 122.865,58 euros, pouco superior à dívida do PSD ao Estado, 92 mil euros.

 

O CDS-PP apresentou um resultado líquido negativo de 131.484 euros. Na demonstração dos resultados, o CDS-PP tem 1,9 milhões de euros de "rendimentos da atividade corrente", onde deverá estar incluída a subvenção pública, e apresenta 2 milhões de euros como "gastos e perdas" relativas às eleições autárquicas, contra 1,6 de "ganhos" nas mesmas eleições.

 

O CDS-PP indicou, no passivo, 977 mil euros de "financiamentos obtidos". Quanto às dívidas a fornecedores são cerca de 670 mil euros, mais 25 mil euros de dívidas ao Estado e entidades públicas.

 

O PCP apresentou um resultado líquido positivo de 1.073.158 euros, recebeu 1,1 milhões de euros da subvenção estatal e obteve 3,9 milhões em "quotizações e contribuições" e cerca de 4 mil euros em donativos de pessoas singulares. Na demonstração de resultados, o PCP apresenta ainda gastos com fornecimentos e serviços externos de 3,5 milhões de euros e 3,5 milhões em custos com pessoal.

 

O BE também registou um saldo positivo, 189.145 euros, nas contas de 2013. Este partido recebeu 820 mil euros da subvenção pública anual. Do lado dos gastos, o BE apresenta 480 mil euros com "fornecimentos e serviços externos" e estima 31.750 euros com a campanha das autárquicas.

Três dos 19 partidos políticos não apresentaram as contas anuais, o Partido Liberal Democrata e a Nova Democracia, o Partido Popular Monárquico e o Partido Democrático do Atlântico.

 

RELATÓRIOS DE CONTAS DOS PARTIDOS 2013

RELATÓRIO DE CONTAS DO PS: http://www.tribunalconstitucional.pt/tc/file/PS-Anuais%202013.pdf?src=1&mid=2625&bid=1899

 

RELATÓRIO DE CONTAS DO PSD:http://www.tribunalconstitucional.pt/tc/file/PSD-Anuais%202013.pdf?src=1&mid=2624&bid=1898

 

RELATÓRIO DE CONTAS DO CDS-PP:http://www.tribunalconstitucional.pt/tc/file/CDS-Anuais%202013.pdf?src=1&mid=2623&bid=1897

 

RELATÓRIOS DE CONTAS:Financiamento Partidário de 2013

Financiamento Partidário 

Financiamento Partidário de 2013

Financiamento Partidário 
 

 

 

 

Partidos registados e suas denominações, siglas e símbolos

Autoria e outros dados (tags, etc)

PS: Que se passa com as sondagens agora reveladas?

por José Pereira (zedebaiao.com), em 26.05.14

Anda por um lado a direção nacional do PS a tentar disfarçar o que toda a gente percebeu e os jornais a procurar alavancar alguma mudança.

Espero que seja mesmo para mudar verdadeiramente e não para continuar a instalar o que há décadas está mal instalado.

 

Refere aqui o Jornal Público que se as legislativas fossem agora "num universo de 4004 entrevistas telefónicas, o PS obteve um resultado de 29,1% das intenções de voto, muito perto dos 28,7% alcançados pelo PSD. Como o CDS vale, nesta sondagem, 2,4%, pode concluir-se que os dois partidos da actual maioria voltariam a valer mais que o PS, podendo teoricamente voltar a formar governo". 

 

sondagens ps josé seguro antónio costa e josé sócrates

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

EUROPEIAS 2014: O jogo só vai a meio e podem descer de divisão

por José Pereira (zedebaiao.com), em 26.05.14

O sorriso de Paulo Portas ao aperceber-se do empate. Mas ainda vamos a meio do jogo. Ou o PS se reorganiza ou os partidos do arco da governação vão baixar de divisão.

partido socialista eleições europeias paulo portas passos coelho ps psd cds marinho pinto, mpt bloco de esquerda

Autoria e outros dados (tags, etc)

ELEIÇÕES EUROPEIAS: Resultados por concelho e por freguesia

por José Pereira (zedebaiao.com), em 26.05.14

Veja aqui os resultados apurados na sua freguesia e no seu concelho.

PESQUISA POR CONCELHO E POR FREGUESIA: CLIQUE AQUI

resultados eleições europeias 2014, sondagens eleições, partido, socialista psd, cds, cdu, bloco de esquerda, europa, baião

MAPA COMPARATIVO

Ver todo o país
RESULTADOS POR FREGUESIA:
O Caso de Baião (a nossa/minha terra)

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Mensagens



Junte-se a nós no Facebook

Please wait..15 Seconds Cancel

Calendário

Setembro 2021

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930